to top

O não problema de ter 30 anos

guid-30anos-hingrid-meinelecki

Começar esse textão dizendo: ô idadezinha cheia de mito, eim? O que aconteceu com o número 30 pra ele merecer tanto desprezo? Será que estaríamos nós, com essa idade, na metade da vida? Não! A gente nem sabe onde a vida vai parar.

Sei que 30 anos vem sendo uma idade de peso pra muita gente. Pode ser também pelo fato das rugas começarem a dar as caras, os fios brancos dizerem um olá e os quilos a mais se apegarem ao nosso corpinho e não abandonarem mais. Mas vamos ser justos e olhar também para as outras idades. Começando ali na adolescência e todo o caos que os hormônios fizeram na nossa vida. Os 20 e poucos e a dúvida eterna se estamos indo pelo caminho certo, o período de começo de aceitação do corpo e apego a conta bancária, que começa a ser de nossa inteira responsabilidade. Pode-se concluir assim, rapidamente, que TODAS as idades tiveram seus altos e baixos, e porque deixar só os 30 são assim tão assustadores?

Nossos pais, aaah nossos pais, nossos exemplos. Eles com 30 anos? Já estavam casados, carreiras estabilizadas, já tinham até você, provavelmente. E aí que nesse exemplo você se compara e: PQP eu não tenho nada disso. E é nessa armadilha que não dá pra cair. Outras vidas, outros tempos. Você tem muita coisa que teus pais também não tinham, poxa.

Eu, com 30 anos. Sou solteira, moro sozinha, sou dona das minhas contas. Atingi uma certa estabilidade na carreira e tive a possibilidade de decidir mudar completamente ela, com a maturidade de alguém de 30 anos. Eu to plena de que a vida ainda tem muito o que me apresentar e que não, a minha vida não está em decadência. Tudo porque eu dou valor a cada pedacinho do que eu alcancei até agora. Eu não esperei os 30 anos pra ter algo, eu tenho algo todo dia que eu aproveito da minha vida.

Os 30 não me assustam, não tenho medo de falar a minha idade, não me cobro de que deveria ser assim ou assado. Eu amo ter 30 anos, vou amar ter 31, 32 e vou aguentar com sorriso no rosto toda piada que vem com isso. Eu amo meu aniversário e vou amar até quando eu tiver 90, com cabelo rosa, brincos grandes, batom escuro, porque a cada ano que passa eu me descubro mais e consigo transmitir pro mundo de forma sincera, quem eu sou.

Olá 30 anos, que bom que você chegou.

guid

Guid

Hingrid Meinelecki, no instagram @guid brincando de moda com o Não Repete no facebook.

  • Carol Justo

    Menina, que texto <3 Eu ainda estou um tanto quanto longe dos 30, mas a verdade é que meu namorado ta passando por essa crise, ele vive dizendo que achava que com 30 anos estaria formado e teria uma casa própria, mas a verdade é que a gente aluga um apê e ele ainda não se formou, voltou para faculdade esse ano, depois de completar os 30. Eu tinha muito medo dos meus 20 anos, mas eu estou aqui, feliz, apesar de tudo e descobri que fazer 20 não mudou nada, eu continuo a mesma e acredito que ainda vou ser a mesma com 30 anos… O importante é se sentir bem.

    Um super beijo da Carol do http://www.pinkisnotrose.com/

    25 de março de 2017 at 18:42 Responder
  • Flávia Desgranges van der Linden

    Ah, adorei o texto! Tb acho que os 30 anos tem essa leveza… não to sofrendo em nada e nem me cobrando por ter ou não isso e aquilo. É bom demais né?

    30 de março de 2017 at 01:52 Responder
  • Carolina Weber

    Amei <3 com quase 31, me sinto assim… leve, realizada, ciente de que a vida ainda tem muito a oferecer. Com uma segurança que jamais tive antes.

    1 de abril de 2017 at 18:57 Responder
  • Heloisa Godioso

    que texto reconfortante!
    janeiro que vem faço 30 e acho inevitável pensar em alguns desses pontos que você falou. O principal ponto é que a gente cria muito expectativa né? Eu achei que estaria casada e com duas crianças pra criar, mas nem perto disso! hahahahahaha

    teu blog é lindo <3

    4 de abril de 2017 at 20:39 Responder

Leave a Comment